Em tom de ameaça, bolsonarista Oswaldo Eustáquio dá “prazo de 72 horas” para Rodrigo Pacheco

Em vídeo, o jornalista bolsonarista avisa que "o Brasil vai parar" caso o senador Rodrigo Pacheco, presidente do Senado, não paute os pedidos de impeachment dos ministros do STF

Oswaldo Eustáquio (centro) e Sara Winter (à direita)
Oswaldo Eustáquio (centro) e Sara Winter (à direita) (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News

Metrópoles - O militante bolsonarista Oswaldo Eustáquio ecoou a convocação do cantor Sergio Reis por uma manifestação pelo impeachment dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Morais e Luís Roberto Barroso.

Em vídeo publicado nas redes sociais, ele dá “prazo de 72 horas para que o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), cumpra a lei, coloque em pauta pedidos de impeachement de Moraes e Barroso”. Segundo ele, “caso contrário, vamos parar o Brasil. Não há outro caminho, senão, fazermos valer o artigo 1 da Constituição que diz que todo poder emana do povo”.

Os pedidos ainda não foram feitos, mas o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse em postagem no twitter que apresentaria ambos na segunda-feira (16/7).

PUBLICIDADE

A nova onda de ataques de Bolsonaro e seus apoiadores ao STF veio na sequência da prisão do presidente do PTB e ex-deputado federal Roberto Jefferson, que teve seu mandato parlamentar cassado na época do Mensalão.

Jefferson foi preso no contexto do inquérito das milícias digitais, tocado por Morais. Oswaldo Eustaquio também já foi preso por ordem de Morais no inquérito das fake news.

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email