Leia os novos diálogos entre Moro e Dallagnol, que provam conluio contra Lula e diversos réus da Lava Jato

Documento com os diálogos inclui trocas de mensagens individuais e em grupos (chats) no aplicativo Telegram, o que representa aproximadamente 34 Gb (4,6% dos 740 Gb totais disponibilizados). Nas conversas, Moro se comporta como chefe, orientando os procuradores e até reclamando de recursos apresentados

www.brasil247.com - Deltan Dallagnol, Sérgio Moro e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva
Deltan Dallagnol, Sérgio Moro e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (Foto: Divulgação)


247 - Com a decisão do ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal, de levantar o sigilo das conversas entre o ex-juiz Sergio Moro e procuradores da Lava Jato, tornam-se públicas 50 páginas de diálogos que comprovam o conluio contra o ex-presidente Lula e diversos outros réus.

O documento, divulgado pela jornalista Mônica Bergamo nesta segunda-feira (1), inclui trocas de mensagens individuais e em grupos (chats) no aplicativo Telegram, o que representa aproximadamente 34 Gb (4,6% dos 740 Gb totais disponibilizados). Nas conversas, Moro se comporta como chefe, orientando os procuradores e até reclamando de recursos apresentados.

O conteúdo dos diálogos foi incluído no processo pela defesa do ex-presidente Lula. Uma parte delas já havia sido publicada, mas outra parte, até hoje sob sigilo, pode ser conhecida agora. Confira aqui a íntegra do documento ou abaixo:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Inscreva-se na TV 247, seja membro e assista ao nosso boletim sobre o assunto:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email