Marcelo Uchôa: 'com Bolsonaro, naturalizaram a bandidocracia'

O jurista cobrou pronunciamento de instituições após um delegado ser rebaixado de cargo por investigar Jair Renan

www.brasil247.com - Marcelo Uchoa e o Palácio do Planalto
Marcelo Uchoa e o Palácio do Planalto (Foto: Reprodução | ABr)


247 - O jurista Marcelo Uchôa cobrou nessa sexta-feira (13) o pronunciamento de instituições após o delegado Hugo de Barros Correa, antigo superintendente da Polícia Federal (PF) no Distrito Federal (DF), ser rebaixado de cargo na corporação por causa de investigações envolvendo Jair Renan, filho de Jair Bolsonaro. 

"O que mais impressiona no fato do rebaixamento do delegado que investigava o filho do presidente é o silêncio das instituições. Naturalizaram a bandidocracia", afirmou o advogado no Twitter. 

O delegado trabalhou com o inquérito que investiga Jair Renan e o das fake news, que incorporou as investigações contra Bolsonaro sobre os ataques às urnas eletrônicas. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email