Ministro de Bolsonaro que ficou menos de um ano à frente da pasta recebeu R$ 76 mil em diárias em 2022

Valor é quase duas vezes maior que o salário de 39.293,32 que Paulo César Rezende de Carvalho Alvim recebia à frente do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação

Paulo Alvim
Paulo Alvim (Foto: Marck Castro/Ag. CNM)


247 - Paulo César Rezende de Carvalho Alvim, ex-ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação do governo Jair Bolsonaro (PL) recebeu R$ 76.120,08 em diárias por viagens ao longo do ano passado. Segundo a coluna do jornalista Paulo Cappelli, do Metrópoles, ele foi o servidor que registrou o maior número de viagens (209)  pelo Brasil. 

O valor das diárias é quase duas vezes maior que o salário de  39.293,32 que Alvim recebia enquanto esteve à frente da pasta. Ele tomou posse do cargo em 31 de março de 2022. “A partir daquele dia, o ano de 2022 teve 162 dias úteis. Significa que o ex-ministro alcançou a média de 1,29 viagens por dia”, destaca a reportagem.

Questionado sobre o assunto, o Ministério da Ciência e Tecnologia alegou que o cargo exige um alto número de viagens. “Os deslocamentos do ex-ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Paulo Alvim, foram realizados, estritamente, para o cumprimento de agendas relacionadas às atividades e aos compromissos da pasta ministerial”, disse a pasta por meio de nota. 

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Ao vivo na TV 247

Cortes 247