Rejeição a Bolsonaro é de 64%, diz pesquisa Ipespe

Levantamento desfaz a fake news de que Lula - que tem um índice inferior a Moro e está empatado com Ciro Gomes - e Bolsonaro são os mais rejeitados

www.brasil247.com - Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro (Foto: REUTERS/Ueslei Marcelino)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - Pesquisa Ipespe divulgada nesta sexta-feira (14) destaca que 64% dos eleitores afirmam que não pretendem votar “de jeito nenhum” em Jair Bolsonaro (PL) nas eleições presidenciais de outubro, um crescimento de dois pontos percentuais em comparação com o levantamento realizado em dezembro. A rejeição ao atual ocupante do Palácio do Planalto é a maior entre todos os pré-candidatos. 

Ainda de acordo com a pesquisa, a rejeição ao nome do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva alcança 43% do eleitorado, retração de um ponto percentual sobre o levantamento anterior. O índice de rejeição é semelhante ao registrado pelo ex-ministro Ciro Gomes (PDT), que também é de 43%, uma queda de dois pontos sobre o estudo de dezembro. 

O ex-juiz Sergio Moro, condenado por suspeição nos processos contra o ex-presidente Lula, é rejeitado por 51% do eleitorado, um recuo de dois pontos em relação a dezembro do ano passado. Os dados desfazem a fake news de que Lula - que tem um índice inferior a Moro e está empatado com Ciro Gomes - e Bolsonaro são os mais rejeitados pelos eleitores.

PUBLICIDADE

Em seguida, aparecem João Doria (PSDB), com 55%, Rodrigo Pacheco(PSD), com 39%, Felipe D’Ávila (Novo), com 34%, Simone Tebet (MDB), com 33%, e Alessandro Vieira (Cidadania), com 31%. 

O levantamento foi realizado entre 10 e 12 de janeiro de 2022 com 1.000 entrevistados ouvidos por telefone por meio do Sistema CATI IPESPE. A margem de erro máximo estimada é de 3,2 pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95,5%. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-09080/2022. 

PUBLICIDADE
lamina 1

 

lamina 2


Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: 

PUBLICIDADE

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email