Repórter insinua novo "grande acordo nacional" por trás da rendição humilhante de Bolsonaro

Com a carta ao STF, Jair Bolsonaro espera livrar Carlos e Eduardo Bolsonaro do inquérito das fake news e ataques às instituições, enquanto entrega peixes pequenos, como Zé Trovão e Oswaldo Eustáquio

www.brasil247.com - Guedes, Heleno, Carlos e Jair Bolsonaro
Guedes, Heleno, Carlos e Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução/Instagram)


247 – O usurpador Michel Temer, que se tornou presidente após um "grande acordo nacional, com Supremo, com tudo", para golpear a democracia e derrubar a ex-presidente Dilma Rousseff, teria construído algo semelhante para obter a rendição humilhante de Jair Bolsonaro. "A nota de recuo de Jair Bolsonaro, articulada por Michel Temer, deve ajudar a restabelecer um acordo que vinha sendo costurado há três semanas com Ciro Nogueira, Gilmar Mendes, Arthur Lira e Rodrigo Pacheco.  Ele consiste na rejeição da ação que pede no Supremo a derrubada dos decretos das armas, uma nova regulamentação em torno da reserva Raposa Serra do Sol e a transferência do inquérito das fake news para Augusto Aras — evitando que ele avance sobre Jair Bolsonaro e seus filhos", segundo escreve o jornalista Claudio Dantas, do site de extrema-direita Antagonista.

"Temer também teria apoio para se candidatar a deputado federal em 2022 e presidir a Câmara após o biênio de Lira. Ninguém tem claro se esse acordo será cumprido na íntegra, considerando as questões complexas envolvidas e o próprio comportamento imprevisível de Bolsonaro", prossegue o jornalista. "Para acalmá-la, será preciso evitar novas medidas cautelares por parte de Moraes (também imprevisível) e incutir — à base de muita fake news — a ideia de que o presidente da República tem um plano mirabolante para implodir o sistema e libertar seu povo", finaliza.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email