CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Brasil

"Se tiver que virar a mesa é antes das eleições", disse Heleno em reunião com Bolsonaro

PF apreendeu vídeo de reunião de julho de 2022 em que Heleno fala em "agir contra determinadas instituições e contra determinadas pessoas"

Imagem Thumbnail
(Foto: Marcos Corrêa/PR)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - Um vídeo obtido pela Polícia Federal (PF), proveniente de um computador apreendido na residência do tenente-coronel Mauro Cid, ex-ajudante de ordens de Jair Bolsonaro (PL), revelou declarações golpistas do então ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno, durante uma reunião ministerial realizada em julho de 2022.

Durante o encontro, que contou com a presença de Bolsonaro, Heleno afirmou que, se necessário, era imperativo "virar a mesa" antes das eleições. "Não vai ter revisão do VAR. Então, o que tiver que ser feito tem que ser feito antes das eleições. Se tiver que dar soco na mesa é antes das eleições. Se tiver que virar a mesa é antes das eleições", declarou Augusto Heleno na ocasião.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Além disso, Heleno destacou a necessidade de agir contra "determinadas instituições e contra determinadas pessoas". "Eu acho que as coisas têm que ser feitas antes das eleições. E vai chegar a um ponto que nós não vamos poder mais falar. Nós vamos ter que agir. Agir contra determinadas instituições e contra determinadas pessoas. Isso pra mim é muito claro".

Em decisão que autorização da operação da Polícia Federal nesta quinta-feira (8), o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes afirma que "a descrição da reunião de 5 de julho de 2022, nitidamente, revela o arranjo de dinâmica golpista, no âmbito da alta cúpula do governo, manifestando-se todos os investigados que dela tomaram parte no sentido de validar e amplificar a massiva desinformação e as narrativas fraudulentas sobre as eleições e a Justiça eleitoral, entre outras, inclusive lançadas e reiteradas contra o então possível candidato Luiz Inácio Lula da Silva, contra o Tribunal Superior Eleitoral, seus Ministros e contra Ministros do Supremo Tribunal Federal".

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO