TCU obriga Petrobras a explicar contratos milionários para assessoria jurídica

Ministro do Tribunal de Contas da União decide que Petrobras tem que explicar contratos milionários, de mais de R$ 573 milhões

(Foto: ABr | Divulgação)


✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - O ministro do TCU (Tribunal de Contas da União) Benjamin Zymler determinou que a Petrobras forneça a auditores do órgão os detalhes de contratos milionários da empresa com prestadores de serviços de assessoria jurídica na época da Operação Lava Jato. Os contratos abrangiam também serviços de tecnologia forense e apoio à investigação da Lava Jato.

A coluna da jornalista Mônica Bergamo informa que esses contratos foram assinados entre 2015 e 2016 e ficaram em vigor até 2019. O valor total de três deles passa de R$ 573 milhões, em valores da época.

continua após o anúncio

A decisão do TCU contrasta com a recusa da Petrobras a apresentar os dados completos. Argumenta que, se isso for feito, estratégias sigilosas em ações judiciais poderiam vir a público. 

Um dos contratos foi firmado com o Trench Rossi Watanabe Advogados, que durou de 2016 a 2018. No período, o escritório contratou o ex-procurador Marcelo Miller para seus quadros. Ele foi depois acusado de fazer jogo duplo, ajudando delatores da JBS quando ainda integrava o Ministério Público Federal.

continua após o anúncio

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247