Governo Bolsonaro admite não possuir estudo que confirme viabilidade do 'isolamento vertical' contra coronavírus

Em reuniões com secretários estaduais de diversas áreas, o secretário especial de Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, Carlos da Costa, disse que o isolamento parcial é "um princípio" do governo federal ao qual os estados deveriam se ajustar

Jair Bolsonaro, durante videoconferência com Governadores do Sudeste.
Jair Bolsonaro, durante videoconferência com Governadores do Sudeste. (Foto: Marcos Corrêa/PR)


✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - O governo Jair Bolsonaro não possui nenhum estudo técnico para embasar a defesa do "isolamento vertical" no combate à pandemia do novo coronavírus. 

Este fato ficou evidenciado na manhã desta sexta-feira, 27. Em reuniões com secretários estaduais de diversas áreas, o secretário especial de Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, Carlos da Costa, disse que o isolamento parcial é "um princípio" do governo federal ao qual os estados deveriam se ajustar.

continua após o anúncio

Segundo informações da Folha de S. Paulo, no lugar de um estudo técnico para defender a medida, Costa apresentou um slide com o que o governo considera necessário para o isolamento parcial na área econômica: manter abertos serviços essenciais e garantir a cadeia de suprimentos.

"Costa foi questionado então por um grupo de secretários se o governo editaria um decreto obrigando os estados a cumprir a medida. Disse que não, que isso deveria ser voluntário. Perguntado então se haveria recursos federais caso alguém se interessasse pelo tema, a resposta foi que 'não temos o cronograma'", diz a Folha. 

continua após o anúncio

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247