Por pressão de Omar Aziz, CPI não vai indiciar Bolsonaro por genocídio nem por homicídio

Relatório final da CPI vai excluir crimes de homicídio e genocídio contra Bolsonaro, diz presidente da comissão

www.brasil247.com - Omar Aziz e Bolsonaro
Omar Aziz e Bolsonaro (Foto: Pedro França/Agência Senado | Alan Santos/PR)


247 - O relatório final da CPI da Covid vai excluir os crimes de homicídio e genocídio atribuídos a Jair Bolsonaro. A informação foi anunciada na noite desta terça-feira (19) pelo presidente da comissão, Omar Aziz (PSD-AM), que discute com os senadores do grupo conhecido como G7 os últimos detalhes do texto a ser apresentado nesta quarta-feira. Outros senadores, incluindo o relator Renan Calheiros (MDB-AL), também confirmaram as alterações.

Com as mudanças, a lista de delitos contra Bolsonaro caiu de 12 para 10, mantidas acusações como charlatanismo, prevaricação e crime de epidemia, dentre outras.

"O genocídio não havia consenso, nem entre senadores nem entre juristas", disse o presidente da CPI, senador Omar Aziz.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Segundo o senador, o homicídio seria absorvido pelo crime de epidemia, que teria o acréscimo do resultado de mortes provocadas pela Covid-19. "É só um ajuste no tipo penal", completou, segundo reportagem do Globo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Após a reunião, Renan Calheiros afirmou ter concordado com as mudanças.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email