CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Cultura

Morre o artista indígena Jaider Esbell aos 41 anos

As obras do artista Jaider Esbell estão em exposição na mostra "Moquém_Surarî: Arte Indígena Contemporânea", no Museu de Arte Moderna de São Paulo, com uma reunião de pinturas, esculturas, e obras referentes a diversos povos indígenas

(Foto: Divulgação)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - O artista plástico indígena Jaider Esbell morreu nesta terça-feira (2), aos 41 anos. De acordo com amigos do artista, a causa da morte foi suicídio.

As obras do artista Jaider Esbell estão em exposição na mostra "Moquém_Surarî: Arte Indígena Contemporânea", no Museu de Arte Moderna de São Paulo, com uma reunião de pinturas, esculturas, e obras referentes a diversos povos indígenas.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Segundo reportagem da Folha de S. Paulo, o artista nasceu em 1977, em Normandia, no estado de Roraima, na terra indígena Raposa Serra do Sol, e se consolidou nos últimos anos como uma das figuras centrais da arte indígena contemporânea no país, ao lado de nomes como Denilson Baniwa e Isael Maxakali. Ele se mudou para Boa Vista aos 18 anos, quando já havia participado da articulação de povos indígenas e de movimentos sociais.

Além de uma exposição na galeria Millan, em maio —sua primeira individual em São Paulo—, Jaider Esbell também apresentou suas obras na mostra de arte indígena "Véxoa - Nós Sabemos", na Pinacoteca.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO