CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Economia

Autoridades dos EUA agem para reforçar confiança no sistema bancário após falência do SBV

Reguladores disseram que os clientes do banco falido terão acesso a todos os seus depósitos e criaram um novo instrumento para dar aos bancos acesso a fundos emergenciais

Imagem Thumbnail
Sede do Federal Reserve, em Washington 26/01/2022 (Foto: REUTERS/Joshua Roberts)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Reuters - Autoridades dos Estados Unidos lançaram medidas de emergência no domingo para reforçar a confiança no sistema bancário após a falência do Silicon Valley Bank ter ameaçado desencadear uma crise financeira mais ampla.

Depois de um fim de semana dramático, reguladores disseram que os clientes do banco falido terão acesso a todos os seus depósitos a partir desta segunda-feira, e criaram um novo instrumento para dar aos bancos acesso a fundos emergenciais. O Federal Reserve também tornou mais fácil para os bancos tomarem empréstimos em emergências.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Embora as medidas tenham fornecido algum alívio para as empresas do Vale do Silício e para os mercados globais nesta segunda-feira, as preocupações com os riscos bancários permanecem e lançam dúvidas sobre se o Fed manterá seu plano de aumentos agressivos da taxa de juros.

"Acreditamos que as medidas tomadas pelo Fed, Tesouro e (Federal Deposit Insurance Corp - FDIC) quebrarão decisivamente o 'ciclo da desgraça' psicológico no setor bancário regional", disse Karl Schamotta, estrategista-chefe de mercado da Corpay.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

"Mas, de forma justa ou não, o episódio contribuirá para níveis mais altos de volatilidade, com os investidores observando com cautela o surgimento de outras rachaduras à medida que o aperto da política do Fed continua."

Os reguladores também agiram rapidamente para fechar o Signature Bank de Nova York, que vinha sofrendo pressão nos últimos dias.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

A intervenção do governo Biden ressalta como uma campanha implacável do Fed e de outros grandes bancos centrais para conter a inflação está pressionando o sistema financeiro e os mercados globais.

O Silicon Valley Bank (SVB), um dos pilares para a economia de startups, foi um produto de décadas de dinheiro barato, com riscos únicos que o tornaram especialmente vulnerável. Mas, como ocorreu uma corrida ao banco na semana passada, as preocupações de que outros bancos regionais tenham semelhanças com ele se espalharam rapidamente.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Com o Fed pronto para continuar elevando os juros, os investidores disseram que o sistema financeiro pode não estar totalmente fora de perigo ainda.

Os analistas do Goldman Sachs disseram que não esperam mais que o Fed aumente os juros em 25 pontos-base em sua próxima reunião de política monetária, em 21 e 22 de março, em meio ao estresse no setor bancário.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

O colapso do SVB - a maior falência bancária desde 2008 - gerou preocupações sobre se os clientes de pequenas empresas serão capazes de pagar seus funcionários, com o FDIC protegendo apenas depósitos de até 250.000 dólares.

Cerca de 89% dos 175 bilhões de dólares em depósitos no SVB não tinham seguro no final de 2022, de acordo com o FDIC.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Todos os depositantes, incluindo aqueles cujos fundos excedem o nível máximo garantido pelo governo, serão recuperados, de acordo com uma declaração conjunta da secretária do Tesouro dos EUA, Janet Yellen; do chair do Fed do Fed, Jerome Powell; e do presidente do Federal Deposit Insurance Corp, Martin Gruenberg; na noite de domingo.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO