Deputados do PT apontam ao TCU novas irregularidades na privatização da Eletrobras

Segundo os parlamentares, há "fatos que colocam sob suspeita a higidez das demonstrações financeiras que afetam o patrimônio da Eletrobras, repercutindo no valor da privatização"

www.brasil247.com - Frente do prédio da empresa Eletrobras, no Rio de Janeiro, Brasil
Frente do prédio da empresa Eletrobras, no Rio de Janeiro, Brasil (Foto: REUTERS/Pilar Olivares)


247 - Os deputados federais do PT admitidos como amicus curiae (amigos da corte) no processo do Tribunal de Contas da União (TCU) que examina as contas da privatização da Eletrobras ingressaram com manifestação no tribunal dirigida ao ministro relator Aroldo Cedraz.

O objetivo da manifestação é reportar "indícios de novas irregularidades no processo de privatização da Eletrobras, notadamente em razão de (i) discrepâncias identificadas por auditores independentes no balanço da empresa Santo Antônio Energia S.A, controlada por Furnas, subsidiária da Eletrobras, e (ii) da provável necessidade de reconhecimento contábil de perdas decorrentes do teste de impairment na Norte Energia S.A., controlada pela própria Eletrobras, além de Eletronorte e Chesf, subsidiárias da Eletrobras; fatos que colocam sob suspeita a higidez das demonstrações financeiras que afetam o patrimônio da Eletrobras, repercutindo no valor da privatização".

Assinam a manifestação os deputados petistas Erika Kokay (DF), João Daniel (SE), Leo de Brito (AC), Leonardo Monteiro (MG), Henrique Fontana (RS), Bohn Gass (RS) e Pedro Uczai (SC).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email