CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Economia

Governo arrecada R$ 11 bi com leilão do pré-sal; Petrobrás fala em aumentar pagamento de dividendos

Mecanismo de compensação financeira permitirá nova distribuição de dividendos aos acionistas da estatal brasileira

Sede da Petrobras no Centro do Rio (Foto: © Fernando Frazão/Agência Brasil)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - A Agência Nacional do Petróleo (ANP) conduziu, nesta sexta-feira (17), um leilão de reservas de petróleo nos campos Sépia e Atapu, no pré-sal na Bacia de Santos, arrecadando R$ 11,14 bilhões. Consórcios entre Petrobras e petroleiras internacionais arremataram os dois blocos. 

O campo de Sépia foi arrematado pelo consórcio entre Petrobrás,Total Energies, Petronas e QP Brasil. O campo de Atapu recebeu apenas uma oferta, de um consórcio formado por Petrobras, Shell Brasil e TotalEnergies. Os ágios foram de 149,20% em Sépia e 437,86% em Atapu.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Mecanismo de compensação financeira, referente aos investimentos já feitos nas duas áreas leiloadas, permitirá nova distribuição de dividendos aos acionistas da estatal brasileira. 

"Eventualmente, pode haver uma distribuição adicional, dependendo do cenário. Haverá uma entrada de caixa adicional em 2022. Esse dinheiro entrará só no caixa do ano que vem", disse o diretor financeiro da estatal, Rodrigo Araújo.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Protestos

O leilão foi alvo de fortes protestos, conduzidos pelas organizações Arayara, Ahomar, Confrem e 350. Os manifestantes questionam regras como o percentual de petróleo que ficará com a União e a baixa exigência de conteúdo local, além do impacto ao meio ambiente e a comunidades locais. (Com informações do Globo). 

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: 

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

 

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO