CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Economia

ONU: guerra na Ucrânia colocará Brasil como um dos lanternas do crescimento econômico global

Dados da Unctad apontam que o crescimento da economia brasileira só deverá ser maior que o da África do Sul e da Rússia, país alvo de sanções em função da guerra na Ucrânia

Imagem Thumbnail
(Foto: Reuters | Clauber Cleber Caetano/PR)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - O impacto da guerra na Ucrânia deverá fazer com que o Brasil ocupe um dos últimos lugares em todo o mundo no que se refere ao crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) entre as principais economias. 

De acordo com o jornalista Jamil Chade, do UOL, “dados publicados nesta quinta-feira pela Conferência da ONU para o Comércio e Desenvolvimento (Unctad) indicam que o PIB mundial registrará uma expansão de 2,6%, e não mais de 3,6% como era esperado para 2022. Já o PIB do Brasil terá uma expansão de apenas 1,3% neste ano, uma revisão para baixo em comparação à taxa de 1,8% que a agência originalmente previa para o país”. 

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Ainda segundo o documento, apenas a África do Sul, que deverá crescer apenas 1,1%, e a Rússia, que deverá ter uma queda de 7,3% em função das sanções impostas por causa da guerra, terão um desempenho pior que o Brasil entre os países que integram o G20. A economia brasileira “também terá uma expansão muito inferior ao índice de crescimento das economias emergentes - de 3,7% - e ficará abaixo da média da América Latina (2,3%) e da América do Sul (2,3%)”, ressalta a reportagem.

A ONU também revisou para baixo o crescimento global para 2022, de 3,6% para 2,6% devido à guerra da Ucrânia e às mudanças nas políticas macroeconômicas feitas pelos países nos últimos meses. "Os efeitos econômicos da guerra da Ucrânia irão agravar a desaceleração econômica em curso no mundo inteiro e enfraquecer a recuperação da pandemia da Covid-19", disse a secretária-geral da UNCTAD, Rebeca Grynspan, de acordo com a reportagem. 

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: 

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO