CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Economia

Tebet: 'novo arcabouço fiscal agradará a todos, inclusive o mercado'

Ministra do Planejamento disse que o novo arcabouço fiscal atenderá tanto à preocupação de zerar o déficit primário, como estabilizar a dívida pública e assegurar investimentos

Imagem Thumbnail
A ministra do Planejamento e Orçamento, Simone Tebet, toma posse em cerimônia no Salão Nobre do Palácio do Planalto. (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Reuters -A ministra do Planejamento, Simone Tebet, disse nesta quinta-feira que o arcabouço fiscal a ser proposto pelo governo atenderá tanto à preocupação de zerar o déficit primário e estabilizar a dívida pública como ao desejo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva de garantir recursos para os investimentos necessários ao crescimento do país.

"Vai agradar a todos, inclusive o mercado", disse Tebet a jornalistas ao deixar o Ministério da Fazenda, onde se reuniu com o ministro Fernando Haddad para tratar do tema.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

A ministra disse que a "moldura", a regra e os números do arcabouço serão detalhados por Haddad após o modelo ser apresentado a Lula. Quando questionada sobre se a divulgação do arcabouço acontecerá ainda este mês, ela disse acreditar que sim.

"A reunião foi muito boa. Do lado orçamentário e fiscal, saímos muito satisfeitos e agora é questão de colocar os números no papel. Mas o mais importante é que o arcabouço que vai sair é um arcabouço que vai agradar a todos, porque atende os dois lados", afirmou Tebet.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO