Tereza Campello: “no Brasil, o coronavírus vai ser um genocídio”

Ministra do Desenvolvimento Social e do Combate à Fome nos governos de Dilma Rousseff, Tereza Campello teme uma tragédia quando a pandemia atingir as comunidades carentes e os trabalhadores informais

Tereza Campello
Tereza Campello (Foto: Alessandro Dantas)


✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - A ministra do Desenvolvimento Social e do Combate à Fome nos governos de Dilma Rousseff, a economista Tereza Campello, prevê “um genocídio” no Brasil quando a crise do coronavírus atingir a população carente do país. As declarações foram feitas ao site Diário do Nordeste.

De Inglaterra, onde trabalha como pesquisadora convidada no Future Food Beacon na Universidade de Nottingham, Tereza Campello diz que “será uma tragédia, um genocídio”. “Quando se diz para os idosos se recolherem, esquece-se que os idosos pobres não têm cuidadores, não têm áreas isoladas nas suas casas, não têm alimentação especial”.

continua após o anúncio

“Além disso há outro problema iniciado por Michel Temer e continuado por Jair Bolsonaro”, alerta, se referindo “ao trabalho informal que eles chamam de ‘empreendedorismo’”. “Há 40 milhões de brasileiros sem trabalho formal”, ressalta. “E Bolsonaro na presidência é o pior dos piores cenários”, completa.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247