Defesa de jogador do Corinthians afirma que ele entregou o celular a investigadores

O atleta Dimas Cândido de Oliveira Filho prestou depoimento por oito horas e meia sobre a morte de Lívia Gabriele da Silva Matos

Dimas Cândido de Oliveira Filho
Dimas Cândido de Oliveira Filho (Foto: Divulgação)


✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - O jogador Dimas Cândido de Oliveira Filho, 18 anos, da equipe sub-20 do Corinthians, entregou o celular à 5ª DDM (Delegacia de Defesa da Mulher), no Tatuapé, Zona Leste do município de São Paulo. A informação foi divulgada pelo advogado Tiago Lenoir, de acordo com a Folha de S.Paulo.

O atleta prestou depoimento por oito horas e meia nesta quarta-feira (7) sobre a morte de Lívia Gabriele da Silva Matos, 19, estudante de enfermagem que morreu após encontro com o jogador, no apartamento dele, na noite de 30 de janeiro.

continua após o anúncio

Segundo a Polícia Militar, o jogador afirmou que a mulher começou a sangrar e desmaiou durante a relação sexual e ele chamou o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). Ela sofreu um rompimento do saco de Douglas - membrana na parte de baixo do abdômen, entre o útero e o reto.

O jogador voltou da Paraíba, onde estava desde o dia seguinte à morte de Lívia, para prestar depoimento na 5ª DDM.

continua após o anúncio

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247