Presidente da CBF balança no cargo com eliminação de seleção de futebol masculino dos Jogos Olímpicos

Com a eliminação, o atual presidente da CBF perde um de seus principais argumentos para permanecer no posto

Ednaldo Rodrigues
Ednaldo Rodrigues (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)


✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - A eliminação da seleção brasileira de futebol masculino dos Jogos Olímpicos de Paris 2024 fragiliza a situação de Ednaldo Rodrigues à frente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol).

Ednaldo foi reconduzido à presidência da instituição em janeiro, por meio de decisão liminar do ministro Gilmar Mendes, do STF (Supremo Tribunal Federal). O caso ainda será julgado no plenário da Corte.

continua após o anúncio

Na ocasião, Gilmar destacou que a inscrição para o torneio classificatório da competição olímpica se encerraria no dia seguinte, 5 de janeiro, e que a inclusão do Brasil na disputa poderia ser inviabilizada se a matrícula fosse assinada por um dirigente não acreditado pelas instituições internacionais competentes, a Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) e a Fifa (Federação Internacional de Futebol). Com a eliminação, o atual presidente da CBF perde um de seus principais argumentos para permanecer no posto.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247