CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Geral

Fiscais flagram ligação clandestina em prédio

O Centro Empresarial JTR, em Maceió, foi multado e teve um ponto de lançamento de esgoto interditado após uma fiscalização da Secretaria Municipal de Proteção ao Meio Ambiente (Sempma); os dejetos estavam sendo lançados na Lagoa da Anta, o que configuraria crime ambiental; ação faz parte de uma operação de combate ao esgoto clandestino na capital

Imagem Thumbnail
O Centro Empresarial JTR, em Maceió, foi multado e teve um ponto de lançamento de esgoto interditado após uma fiscalização da Secretaria Municipal de Proteção ao Meio Ambiente (Sempma); os dejetos estavam sendo lançados na Lagoa da Anta, o que configuraria crime ambiental; ação faz parte de uma operação de combate ao esgoto clandestino na capital (Foto: Voney Malta)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Alagoas247 - A Secretaria Municipal de Proteção ao Meio Ambiente (Sempma) interditou um ponto de lançamento de esgoto no Centro Empresarial JTR, na orla de Jatiúca, durante vistoria na manhã desta quarta-feira (3). O órgão aplicou o auto de infração, multando o prédio, que, inclusive, já tinha sido notificado. 

Segundo informações do secretário David Maia, foi instalada – durante as obras de construção - uma mangueira usada para levar água parada do lençol freático diretamente ao mar. Porém, a mangueira deveria ter sido retirada após o serviço, o que não ocorreu. Todos os dejetos são lançados na Lagoa da Anta, o que configuraria crime ambiental. 

Ao todo, foram recebidas quatro denúncias na orla, sendo três na Jatiúca e outra em Jacarecica. Ainda de acordo com David Maia, será colhido material para comprovar o tipo do líquido, mas com suspeita de esgoto. “Foi encontrada uma ligação clandestina e vamos fazer uma análise para saber se é esgoto, água de servidão ou outra coisa. Pelo mau cheiro, provavelmente é esgoto, mas vamos comprovar no teste laboratorial”, explicou o gestor. 

O Centro Empresarial JTR já tinha sido notificado por conta da mangueira e, desta vez, foi feito um auto de infração e o prédio será multado. “Não houve cumprimento e aplicamos a multa, a ser calculada pela secretaria, interditando o ponto de lançamento. O responsável deve apresentar defesa dentro de cinco dias; em caso de reincidência, todo o prédio pode ser interditado”, explicou o secretário, reforçando que o representante do local terá que assinar um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) para refazer a obra no ponto de esgoto. 

Um morador orientou à reportagem a falar com a administração, porém, entrou com uma equipe de fiscais a fim de procurar uma documentação. 

A operação de combate ao esgoto clandestino começou nessa terça (2), no Benedito Bentes, onde as equipes fiscalizaram uma língua negra, ligação irregular que estava desaguando no Rio Pratagy e indo parar no mar. 

Com gazetaweb.com

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO