Sílvio Costa: PT escuta o povo. Acho que Marília será candidata em PE

Em nível nacional, PT e PDT disputam o apoio do PSB; pelas negociações, os pessolistas não lançariam candidatura em Minas, onde apoiariam a reeleição de Fernando Pimentel e, em troca, o Partido dos Trabalhadores rifaria em Pernambuco a candidatura da vereadora Marília Arraes, prima do ex-governador Eduardo Campos

Em nível nacional, PT e PDT disputam o apoio do PSB; pelas negociações, os pessolistas não lançariam candidatura em Minas, onde apoiariam a reeleição de Fernando Pimentel e, em troca, o Partido dos Trabalhadores rifaria em Pernambuco a candidatura da vereadora Marília Arraes, prima do ex-governador Eduardo Campos
Em nível nacional, PT e PDT disputam o apoio do PSB; pelas negociações, os pessolistas não lançariam candidatura em Minas, onde apoiariam a reeleição de Fernando Pimentel e, em troca, o Partido dos Trabalhadores rifaria em Pernambuco a candidatura da vereadora Marília Arraes, prima do ex-governador Eduardo Campos (Foto: Leonardo Lucena)


✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Pernambuco 247 - O pré-candidato ao Senado Sílvio Costa (Avante-PE) disse acreditar na candidatura de vereadora do Recife Marília Arraes (PT) para o governo de Pernambuco.

“O povo tem dito queremos mudar Pernambuco. A decisão será do PT, e eu respeito. Mas, o PT sempre escuta e atende ao povo. É uma marca do partido. Acredito que Marília será candidata”, disse o parlamentar, que, neste domingo (24), visitou Caruaru, no Agreste do Estado. As declarações foram publicadas no Blog do Jamildo.

Em nível nacional o PT disputa com o PDT o apoio do PSB. Pelas negociações, os pessolistas não lançariam candidatura própria em Minas, onde apoiariam a reeleição do governador Fernando Pimentel (PT) e, em troca, o Partido dos Trabalhadores rifaria a candidatura de Marília em Pernambuco e apoiaria a reeleição de Paulo Câmara.

continua após o anúncio

Neste final de semana, a parlamentar criticou a ausência de chefe do executivo pernambucano dos pólos juninos no Estado. “A ausência significa um descompromisso com as tradições populares. Para governar Pernambuco, tem que prestigiar sua cultura, valorizar e estar presente nas manifestações do povo”, disse Marília. 

continua após o anúncio

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247