Cúpula militar vê Bolsonaro como capitão baderneiro, diz Mello Franco

Colunista afirma que não será fácil para ele virar a mesa, como pretende

Bernardo Mello Franco e Jair Bolsonaro
Bernardo Mello Franco e Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução | Alan Santos/PR)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 – "O presidente nunca escondeu seus planos. Quer transformar as Forças Armadas numa milícia particular, a ser usada para defender seus interesses políticos. Os militares abocanharam mais de seis mil cargos no governo, mas resistem a embarcar numa aventura golpista. Agora receberam um tranco com a demissão do ministro da Defesa", escreve o jornalista Bernardo Mello Franco, em sua coluna.

"Mas as primeiras reações à queda de Fernando Azevedo indicam que não será tão fácil virar a mesa. Em solidariedade ao general, os comandantes de Exército, Marinha e Aeronáutica acertaram uma renúncia conjunta. Bolsonaro poderá substituí-los, mas sabe que a cúpula militar continuará a vê-lo como um capitão baderneiro", aponta. "Passado o impacto das trocas, a realidade deve voltar a se impor. Enquanto o presidente fabricava a crise nos quartéis, o Brasil bateu ontem um novo recorde de mortos pela Covid: 3.668 em apenas 24 horas."

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email