Facebook com música

Os fundadores do europeu Spotify, Daniel Ek e Lorentzon Martin, fazem parceria com a rede social de Mark Zuckerberg para incorporar o servio de udio no site

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – De tempos em tempos, o Facebook incrementa seu site com novas ferramentas que facilitam o compartilhamento de conteúdo e gostos pessoais com os amigos. Não é à toa que o site atrai cada vez mais usuários e é hoje a maior rede social do mundo. A última novidade, anunciada pelo blog de tecnologia da Forbes nesta quarta-feira, é que a empresa fundada por Mark Zuckerberg terá uma parceria com o europeu Spotify, oferecendo um serviço de música que poderá ser compartilhado com a rede de contatos sem sair do site.

Segundo o post de Parmy Olson, o Facebook incluirá um ícone do Spotify na lateral esquerda do menu de entrada do site. Ao clicar no logo, o usuário instala o programa de músicas em seu computador, que permitirá ouvir sons simultaneamente com os amigos, sem sair do site. De acordo com as empresas, não se trata de um pacto econômico. Ao mesmo tempo em que o Facebook ganha ao oferecer um serviço a mais em seu site, o Spotify projeta seu nome para parte da comunidade da rede social.

O serviço cairá como uma mão na luva para quem já é cliente do Spotify na Europa, visto que o serviço é pago e, no Facebook, será gratuito. A empresa fundada em 2006 pela dupla Daniel Ek e Lorentzon Martin tem negociações com as gravadoras dos Estados Unidos, para entrar no país. Na Europa, a companhia já oferece dez milhões de músicas. No caso das contas gratuitas, o usuário tem acesso a 20 horas por mês, intercaladas com publicidade. A indústria europeia teme que o Spotify prejudique outros mercados digitais de compra, como o iTunes, da Apple. Atualmente, a companhia conta com mais de um milhão de assinantes pagos e 10 milhões de usuários registrados em países europeus, como o Reino Unidos, França, Espanha, Suécia, Noruega e Países Baixos.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email