Folha bate pela primeira vez em Moro e diz que ele politizou motim no Ceará

"Nas redes sociais, o ministro do governo Jair Bolsonaro disse que 'prevaleceu o bom senso', 'sem radicalismos', mesmo após 241 pessoas terem sido assassinadas no estado durante nove dias de motim", diz o jornal em mais um episódio em que Sérgio Moro perde sua blindagem na mídia corporativa

(Foto: GILMAR FELIX)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O jornal Folha de S. Paulo criticou o ex-juiz Sérgio Moro, ministro da Justiça, por "politizar" o motim de policiais militares do Ceará.

"O ministro da Justiça, Sergio Moro, decidiu politizar o fim do motim de policiais militares do Ceará, encerrado na noite de domingo (1º) após 13 dias. Nas redes sociais, o ministro do governo Jair Bolsonaro disse que 'prevaleceu o bom senso', 'sem radicalismos', mesmo após 241 pessoas terem sido assassinadas no estado durante nove dias de motim", diz a Folha em reportagem do jornalista Gustavo Uribe. 

Moro chegou a reconhecer a ilegalidade do motim e defendeu que ele fosse interrompido, mas afirmou que o policial amotinado não poderia ser tratado "de maneira nenhuma como um criminoso".

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247