Miriam Leitão diz que governo Bolsonaro é risco de vida para os brasileiros

"Existem governos bons, existem governos ruins e existe o governo Bolsonaro. Ele é um risco de vida", aponta a jornalista, que ainda não fez sua autocrítica pelo apoio ao golpe de 2016

(Foto: Reprodução | ABr)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 – A jornalista Miriam Leitão, que ainda não fez sua autocrítica por ter apoiado a quebra da ordem democrática no Brasil, a partir da farsa das "pedaladas fiscais" usada para golpear a ex-presidente Dilma Rousseff, avalia que nada pode ser pior do que Jair Bolsonaro – que, na verdade, é a consequência do golpe de 2016. "Existem governos bons, existem governos ruins e existe o governo Bolsonaro. Ele é um risco de vida. A declaração do ministro Eduardo Pazuello de que as aglomerações da campanha eleitoral não causaram aumento da pandemia no Brasil é um atentado à saúde dos brasileiros", diz ela, em sua coluna no Globo.

"O governo Bolsonaro atravessou todas as fronteiras do que pode ser considerado um mau governo. Ele é pior. Está além dessa classificação. O ministro da Saúde nos mandou morrer, pelo visto", diz ainda a jornalista. "O ministro da Saúde está estimulando ainda mais relaxamento, está dizendo que não tem importância haver aglomerações e isso no momento de nova escalada da doença", critica.

Miriam Leitão afirma ainda que Pazuello pode ˜arruinar a própria biografia, ele pode arrastar com ele a reputação das Forças Armadas, o que ele não pode é colocar a vida de brasileiros em risco.˜

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email