Primeiro computador faz 70 anos

H sete dcadas, nascia a Z3, mquina criada pelo engenheiro alemo Konrad Zuse e recebida na poca com indiferena por cientistas e pela imprensa

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Os internautas de 2011, cercados de smartphones, tablets e outras tecnologias que deixam qualquer avô de boca aberta, ficariam chocados com a capacidade do primeiro computador criado no mundo, que completa 70 anos de idade nesta quinta-feira, 12. Estamos falando do Z3, a primeira máquina programável a funcionar com um sistema binário. Com capacidade de armazenamento de 64 palavras, peso de mais de uma tonelada e demora de 3 segundos para fazer uma conta de multiplicação, o computador foi apresentado pelo engenheiro alemão Konrad Zuse (1910-1995) em um laboratório de Berlim (Alemanha), em 12 de maio de 1941.

O anúncio da invenção foi feito não apenas diante de uma pequena plateia – composta basicamente de cientistas – como também foi recebido com uma indiferença generalizada. “Não houve nenhuma repercussão, nem na imprensa local, nem na mundial. O tema do momento era a guerra”, disse recentemente o filho mais velho do inventor, Horst Zuse, ao jornal argentino La Nación. Por este motivo, o engenheiro preferiu esperar o período pós-guerra para lançar a primeira empresa de computadores, em 1946. Foi por meio dela que construiu o Z4, primeiro modelo comercializado no mundo. Mesmo assim, nunca teve retorno econômico e sua companhia foi adquirida pela Siemens nos anos 60.

Apesar de ter pouca semelhança com as máquinas atuais – sendo portáteis ou de mesa – o Z3 foi o pontapé inicial para a criação de computadores mais modernos e para o desenvolvimento de uma grande cadeia tecnológica, que se moderniza a cada dia. Entre suas capacidades, estava a função de multiplicar, dividir e obter raízes quadradas. “Meu pai construiu uma arquitetura computacional nova e revolucionária, que serve como padrão até os dias de hoje”, diz o filho de Zuse. Segundo ele, os computadores ultramodernos ainda são baseados na ideia de seu pai.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email