CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Mundo

China defende papel da OMS na coordenação de pesquisas de vacinas contra Covid-19

A China reafirma seu compromisso com a coordenação global no combate à Covid-19, assegura o primeiro-ministro chinês ao discursar na cúpula global de vacinas

Li Keqiang, primeiro-ministro da China (Foto: Xinhua)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - O primeiro-ministro chinês, Li Keqiang, disse na quinta-feira (4) que a China continuará apoiando o papel central da Organização Mundial da Saúde (OMS) na coordenação da pesquisa de vacinas, enquanto faz sua contribuição para garantir a acessibilidade das vacinas nos países em desenvolvimento.

Li fez a declaração ao discursar em uma cúpula global virtual de vacinas, realizada para arrecadar fundos para a Aliança Global para Vacinas e Imunização (GAVI, em inglês), com o objetivo de garantir o acesso à vacina em todo o mundo. Em particular, os fundos serão direcionados para acelerar a pesquisa, desenvolvimento, produção e distribuição de uma vacina para a doença do novo coronavírus (Covid-19).

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Líderes de mais de 30 países e chefes de organizações internacionais, incluindo as Nações Unidas e a OMS, participaram da cúpula, informa a Xinhua.

Segundo o primeiro-ministro, ao lidar com a infecção por Covid-19, a China colocou a vida das pessoas em primeiro lugar, controlando efetivamente a epidemia por esforços árduos.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

No entanto, a pandemia não acabou, disse Li, acrescentando que nenhum país está imune ao vírus e que a saúde e a segurança das várias populações estão intimamente ligadas.

Segundo ele, na abertura da 73ª sessão da Assembleia Mundial da Saúde no mês passado, a China propôs a construção de uma comunidade global de saúde para todos e apresentou sugestões e medidas para promover a cooperação global em resposta à Covid-19. A China continuará prestando assistência dentro de sua capacidade para ajudar na resposta à Covid-19 e na recuperação social e econômica nos países afetados, especialmente nos países em desenvolvimento.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Li assinalou que os desafios permanecem graves, com as vacinas representando um forte escudo para se defender contra o vírus. Ele ressaltou que a China continuará promovendo ensaios clínicos em múltiplos centros e facilitando a entrada no mercado o mais rápido possível, uma vez que os objetivos de pesquisa e desenvolvimento tenham sido alcançados, de modo a fornecer ao mundo um bem público global seguro, eficaz e de alta qualidade.

Observando que a China está intensificando a pesquisa científica sobre vacinas, medicamentos e reagentes de teste para Covid-19, Li disse que a China atribui grande importância à cooperação internacional em pesquisa e desenvolvimento de vacinas.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

A China participou recentemente da conferência online de compromissos da União Europeia sobre Covid-19 e deseja continuar a fortalecer a cooperação relevante com todas as partes, disse Li.

A GAVI manteve boa cooperação com a China e investiu no apoio à vacinação e aplicações internacionais da China, disse Li. Ele expressou a disposição do governo chinês de contribuir para o ciclo de financiamento da GAVI, incentivar as instituições de pesquisa e desenvolvimento e fabricantes de vacinas da China a fortalecer a colaboração com a GAVI e apoiar o importante papel da GAVI na promoção do uso de vacinas.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

"Esperamos trabalhar juntos para superar a epidemia o mais rápido possível", disse o primeiro-ministro.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247,apoie por Pix,inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Carregando os comentários...
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO