Diplomata russo diz que ameaças dos EUA de ataques a Donetsk e Lughansk se aproximam de linha perigosa

O embaixador da Rússia nos EUA, Anatoly Antonov, escreveu um comunicado sobre os referendos em Donbass e nas regiões de Zaporíjia e Kherson

Anatoly Antonov, embaixador russo nos EUA
Anatoly Antonov, embaixador russo nos EUA (Foto: Sputnik)


✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - O embaixador russo em Washington, Anatoly Antonov,  afirmou nesta terça-feira (28), que os Estados Unidos estão se aproximando de uma "linha perigosa" quando dizem que armas ocidentais podem ser usadas para fazer ataques ao território das repúblicas populares de Donetsk e Lugansk (RPD e RPL), e nas regiões de Zaporíjia e Kherson.

Os comentários foram feitas após as declarações do secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, que disse que os Estados Unidos não vão se opor caso Kiev use armas ocidentais para atacar as regiões que tiveram referendos.

continua após o anúncio

Segundo Antonov, "os patrocinadores de criminosos neonazistas estão se aproximando da perigosa linha sobre a qual a Rússia tem alertado repetida e claramente. Os Estados Unidos se tornam parte do conflito ucraniano".

Quatro referendos foram realizados entre os dias 23 e 27 de setembro nas repúblicas populares de Donetsk e Lugansk e nas regiões de Zaporíjia e Kherson, que são controladas por militares russos.

continua após o anúncio

Os referendos ocorrem em meio à operação militar especial russa, deflagrada em fevereiro após anúncio do presidente russo, Vladimir Putin, do reconhecimento da independência da RPD e da RPL.

Ambas as repúblicas solicitaram assistência militar à Federação da Rússia devido a violações de cessar-fogo por parte das forças ucranianas. As votações já vinham sendo especuladas nas semanas anteriores pelas administrações locais.

continua após o anúncio

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

continua após o anúncio

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247