Direita venezuelana suspende boicote e decide participar de eleições

A chamada Plataforma Unitária, formada pelo setor radical da oposição venezuelana, anunciou nesta terça-feira que participará das eleições marcadas para 21 de novembro

Henry Ramos Allup
Henry Ramos Allup (Foto: Reuters)


✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

TeleSur - A chamada Plataforma Unitária, formada pelo setor radical da oposição venezuelana, anunciou nesta terça-feira que participará das eleições marcadas para 21 de novembro.

Por meio de nota, divulgada pela mídia local, informaram à comunidade nacional e internacional sobre “a nossa participação no processo regional e municipal de 21 de novembro de 2021, com a carteira da Mesa da Unidade Democrática (MUD)”.

continua após o anúncio

A decisão surge em meio ao processo de diálogo, iniciado em 13 de agosto, entre o governo constitucional venezuelano e os setores da oposição, que visa construir um acordo de convivência pacífica e fortalecer os valores democráticos.

Um dos porta-vozes deste setor, o dirigente Henry Ramos Allup, especificou que a decisão foi tomada após "uma análise muito consciente e muito profunda" sobre a sua presença nas próximas eleições, e que a medida tem "a aprovação dos Estados Unidos ., Canadá e União Europeia ".

continua após o anúncio

Também conhecido como G4, o comunicado inclui os partidos políticos de oposição Acción Democrática (AD), Voluntad Popular, Primero Justicia e Un Nuevo Tiempo, disse o porta-voz.

Ramos Allup, que estava acompanhado dos adversários Tomás Guanipa, Roberto Enríquez e outros dirigentes, comentou que seus candidatos virão com o chamado cartão do MUD, já que, segundo ele, os cartões dos respectivos grupos são supostamente "sequestrados" ., no que se refere aos conflitos internos existentes entre dirigentes das referidas partes.

continua após o anúncio

Sobre a participação do ex-deputado da oposição e auto-nomeado presidente interino Juan Guaidó nas eleições, Ramos Allup esclareceu que “seu partido (Vontade Popular) está participando, ele não é um partido”.

No sábado passado, o presidente do Conselho Nacional Eleitoral da Venezuela (CNE), Pedro Calzadilla, indicou que o prazo para as nomeações de candidatos às eleições regionais e municipais, encerradas em 29 de agosto, foi prorrogado até 1º de setembro.

continua após o anúncio

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247