Governo Bolsonaro dá mais um passo para a privatização da Petrobras

Ministério das Minas e Energia formalizou pedido de inclusão da estatal em programa de privatizações

www.brasil247.com - Sede da Petrobras no Rio de Janeiro
Sede da Petrobras no Rio de Janeiro (Foto: REUTERS/Sergio Moraes)


247 - O Ministério de Minas e Energia anunciou na noite desta segunda-feira (30) que formalizou ao Ministério da Economia o pedido de inclusão da Petrobras na carteira do PPI (Programa de Parcerias de Investimentos), visando a privatização da empresa, informa a Folha de S.Paulo.

A qualificação da Petrobras ao PPI depende de aval do conselho do programa e seria o primeiro passo de um processo que enfrenta resistências no Congresso e na sociedade.

O ocupante do Palácio do Planalto já declarou sua vontade de privatizar a empresa. A privatização da Petrobras tornou-se uma bandeira do governo Bolsonaro, principalmente após a última troca de comando no Ministério das Minas e Energia. O novo chefe da pasta, o bolsonarista Adolfo Sachsida, anunciou a intenção de privatizar a Petrobras em seu primeiro discurso como novo ministro.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email