Interfax: Ucrânia pode ter tentado assassinar Putin

Desastre que matou 295 passageiros e tripulantes de um Boeing abatido no espaço aéreo ucraniano por um míssil pode ter outra explicação; fontes do governo russo contaram à agência Interfax que o voo MH 17 fazia praticamente a mesma rota do avião presidencial de Vladimir Putin, presidente da Rússia, que retornava da cúpula dos BRICs; caso a suspeita se confirme, o mundo estará à beira de um grande conflito envolvendo a segunda maior potência nuclear do planeta; para o Kremlin, avião presidencial russo, que fez a mesma rota menos de uma hora antes, era o verdadeiro alvo do míssil

www.brasil247.com - Desastre que matou 295 passageiros e tripulantes de um Boeing abatido no espaço aéreo ucraniano por um míssil pode ter outra explicação; fontes do governo russo contaram à agência Interfax que o voo MH 17 fazia praticamente a mesma rota do avião presidencial de Vladimir Putin, presidente da Rússia, que retornava da cúpula dos BRICs; caso a suspeita se confirme, o mundo estará à beira de um grande conflito envolvendo a segunda maior potência nuclear do planeta; para o Kremlin, avião presidencial russo, que fez a mesma rota menos de uma hora antes, era o verdadeiro alvo do míssil
Desastre que matou 295 passageiros e tripulantes de um Boeing abatido no espaço aéreo ucraniano por um míssil pode ter outra explicação; fontes do governo russo contaram à agência Interfax que o voo MH 17 fazia praticamente a mesma rota do avião presidencial de Vladimir Putin, presidente da Rússia, que retornava da cúpula dos BRICs; caso a suspeita se confirme, o mundo estará à beira de um grande conflito envolvendo a segunda maior potência nuclear do planeta; para o Kremlin, avião presidencial russo, que fez a mesma rota menos de uma hora antes, era o verdadeiro alvo do míssil (Foto: Leonardo Attuch)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - O site Russia Today, principal fonte de notícias sobre a Rússia sem viés pró-Ocidente, acaba de publicar uma notícia bombástica: a de que o governo ucraniano pode ter tentado assassinar o presidente russo Vladimir Putin, que regressava da cúpula dos BRICs e fazia praticamente a mesma rota do voo MH17, da Malaysia Airlines, que foi abatido por um míssil no espaço aéreo ucraniano, numa tragédia que matou 295 pessoas. Caso a suspeita se confirme, o mundo estará à beira de um grande conflito envolvendo a segunda maior potência nuclear do planeta.

A reportagem traz a declaração de uma fonte da Aviação da Rússia que pediu para não ser identificada. "Posso dizer que o avião presidencial e o Boeing de Malaysia Airlines cruzaram o mesmo ponto e o mesmo corredor. Isto ocorreu perto de Varsóvia a uma altitude de 10.100 metros. O avião presidencial estava no local às 16h21 (hora local) e o avião da Malaysia Airlines às 15h44 (hora local)", declarou. A fonte acrescentou que "as aeronaves se parecem, as dimensões também são muito similares e a cor do avião, a uma distância suficientemente grande, também é quase idêntica".

Assista vídeo publicado no The New York Times feito imediatamente após o acidente:

 

PUBLICIDADE

Leia, abaixo, a notícia que acaba de ser publicada no RT:

President Putin's plane might have been the target for Ukrainian missile - sources

Malaysian Airlines MH17 plane was travelling almost the same route as Russia’s President Vladimir Putin’s jet shortly before the crash that killed 295, Interfax news agency reports citing sources.

PUBLICIDADE

LIVE UPDATES:Malaysia Airlines MH17 plane crash in Ukraine

“I can say that Putin’s plane and the Malaysian Boeing intersected at the same point and the same echelon. That was close to Warsaw on 330-m echelon at the height of 10,100 meters. The presidential jet was there at 16:21 Moscow time and the Malaysian aircraft - 15:44 Moscow time,” a source told the news agency on condition of anonymity.

"The contours of the aircrafts are similar, linear dimensions are also very similar, as for the coloring, at a quite remote distance they are almost identical", the source added.

PUBLICIDADE

Flight MH17 crashed in Ukraine on a flight from Amsterdam to Kuala Lumpar, and was carrying 295 people.

The passenger plane was expected to enter Russian airspace at 5:20pm local time, but never did, a Russian aviation industry source was cited by Reuters.

“The plane crashed 60km away from the border, the plane had an emergency beacon,” ITAR-TASS cited its source.

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email