CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Mundo

Julgamento de Mubarak será retomado no dia 15

Ex-presidente do Egito, julgado em uma cama por estar doente, acusado de corrupo e de matar centenas de manifestantes

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Agência Brasil – O julgamento do ex-presidente egípcio Hosni Mubarak, de 83 anos, e dos filhos dele Alaa e Gamal foi interrompido hoje (3) e será retomado no dia 15. A decisão foi anunciada pelo presidente do tribunal, Ahmed Refaat. Amanhã (4) começa o julgamento do ex-ministro do Interior Habibn El Adli e de seis colaboradores do governo Mubarak responsáveis pela segurança no Egito.

Refaat decidiu ainda que Mubarak será mantido internado em um hospital perto da capital egípcia até a segunda etapa do julgamento. Mubarak ficará internado no Centro Médico Internacional, que fica próximo ao Cairo, e terá o acompanhamento de um médico oncologista.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Mubarak é acusado de corrupção e de envolvimento no assassinato de manifestantes que protestavam contra o governo. Mas hoje ele negou todas as acusações. Os filhos dele também se declararam inocentes.

“Nego todas as acusações categoricamente”, declarou Mubarak. O ex-presidente falou deitado em uma maca colocada em uma área isolada destinada aos acusados na sala de audiências montada na Academia de Polícia do Cairo.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Durante a primeira etapa do julgamento, os filhos de Mubarak ficaram ao lado do pai e tinham livros nas mãos que pareciam ser exemplares do Alcorão. Os 11 réus foram denunciados por envolvimento nas mortes de 850 pessoas durante protestos que tomaram conta do Egito no começo deste ano.

Pressionado pelas manifestações populares e cobrado pela comunidade internacional, Mubarak deixou o poder em 11 de fevereiro, depois de ter governado o Egito por quase 30 anos. Depois disso, ele passou a viver em uma cidade balneária egípcia.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO