Rejeição a Truss faz Partido Trabalhista obter maior apoio no Reino Unido em 20 anos, diz pesquisa

Segundo pesquisa YouGov, os trabalhistas aparecem com 45% de intenções de voto para o Congresso britânico, enquanto os conservadores atingem apenas 28%

Liz Truss em Downing Street 6/9/2022
Liz Truss em Downing Street 6/9/2022 (Foto: REUTERS/Kevin Coombs)


✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Sputnik - O plano econômico apresentado pela recém-eleita primeira-ministra do Reino Unido, Liz Truss, provocou uma reviravolta na política britânica. Pesquisa divulgada nesta terça-feira (27) mostra que o Partido Trabalhista, opositor a Truss, atingiu seu percentual mais alto de apoios em razão do plano da premiê.

Segundo pesquisa YouGov encomendada pelo jornal The Times, os trabalhistas aparecem com 45% de intenções de voto para o Congresso britânico, enquanto os conservadores atingem apenas 28%.

continua após o anúncio

Esse percentual de adesão ao Partido Trabalhista, que cresceu 5 pontos percentuais em uma semana, é o mais alto em 20 anos, desde que Tony Blair, o primeiro primeiro-ministro trabalhista, foi eleito, em 2001.

Na última semana, o chanceler do Tesouro do Reino Unido, Kwasi Kwarteng, apresentou ao Parlamento um "plano de apoio" à economia do país que implica a redução massiva de impostos. Kwarteng anunciou o cancelamento do aumento do imposto sobre os rendimentos corporativos de 19% para 25% que estava previsto.

continua após o anúncio

Desde o anúncio, o rendimento dos títulos do governo de cinco anos do Reino Unido subiu para o nível mais alto desde 2008, em 4,6%, o que significa uma menor demanda por títulos da dívida britânica, desencadeando uma enxurrada de críticas ao governo de Truss — o que pode provocar uma votação de uma moção de desconfiança contra a premiê.

De acordo com a pesquisa do YouGov, 72% dos entrevistados se opuseram à decisão de reduzir a alíquota máxima de imposto de renda para 40% para quem ganha mais de 150 mil libras (R$ 865,9 mil) por ano.

continua após o anúncio

Apenas 9% dos britânicos acreditam que as medidas delineadas por Kwarteng vão melhorar a sua situação financeira e somente 25% acreditam que o governo tem um plano claro de gestão da economia.

A pesquisa foi realizada com 1.730 cidadãos do Reino Unido de 23 a 25 de setembro.

continua após o anúncio

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247