CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Mundo

Rússia pede à ONU que condene o ataque israelense ao consulado iraniano na Síria

Atentado "viola a soberania da Síria e a inviolabilidade da propriedade diplomática", afirmou o representante permanente da Rússia na ONU, Vasily Nebenzya

Representante permanente da Rússia nas Nações Unidas, Vasily Nebenzya (Foto: Brendan McDermid / Reuters)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Sputnik Brasil - A Rússia apelou à comunidade internacional para que condenasse o ataque realizado por Israel contra a seção consular da embaixada iraniana em Damasco, que violou a soberania da Síria, declarou nesta terça-feira (2) o representante permanente da Rússia na Organização das Nações Unidas (ONU), Vasily Nebenzya.

"Apelamos à comunidade internacional para que condene inequivocamente as ações imprudentes de Israel, que violam a soberania da Síria e a inviolabilidade da propriedade diplomática", disse Nebenzya durante uma reunião do Conselho de Segurança das Nações Unidas.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Na segunda-feira (1), um ataque aéreo israelense à representação iraniana em Damasco matou sete pessoas, entre elas dois generais.

"Como resultado do ataque ilegal de Israel, o general Mohammad Reza Zahedi, comandante sênior da Força Quds [ramo de elite do IRGC] […], e o brigadeiro-general Mohammad-Hadi Haji-Rahimi foram mortos, bem como cinco oficiais do IRGC que os acompanhavam", disse o grupo, citado pela agência de notícias Tasnim.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

O Ministério das Relações Exteriores da Rússia, no mesmo dia do atentado, emitiu um comunicado condenando o ataque. Na nota, o MRE considerou "inaceitável qualquer ataque às instalações diplomáticas e consulares, cuja inviolabilidade é garantida pela Convenção de Viena".

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247,apoie por Pix,inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Relacionados

Carregando os comentários...
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO