CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Mundo

Sem acordo, Congresso dos EUA tem 3 dias para evitar paralisação do governo

O líder da maioria no Senado, o democrata Chuck Schumer, e o presidente da Câmara, o republicano Mike Johnson, têm trocado acusações

(Foto: Reuters)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

(Reuters) - O Congresso dos Estados Unidos tem três dias para evitar uma paralisação parcial do governo, à medida que as divergências entre os dois partidos, dentro da frágil maioria republicana na Câmara dos Deputados, atrasam os parlamentares em seu dever de financiar as agências federais.

Os líderes democratas e republicanos saíram de uma intensa reunião com o presidente Joe Biden, na terça-feira, prometendo evitar uma paralisação, mas sem acordo sobre como fazê-lo -- seja chegando a um acordo que cubra o ano fiscal que começou em 1º de outubro, seja aprovando uma quarta medida de curto prazo.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

O líder da maioria no Senado, o democrata Chuck Schumer, e o presidente da Câmara, o republicano Mike Johnson, têm trocado acusações, apesar de um acordo alcançado no mês passado sobre 1,59 trilhão de dólares em gastos discricionários para o ano fiscal.

"Acreditamos que podemos chegar a um acordo sobre essas questões e evitar uma paralisação do governo. E essa é a nossa primeira responsabilidade", disse Johnson aos repórteres na terça-feira.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Os membros mais conservadores de sua pequena maioria republicana têm buscado cortes de gastos e alterações em políticas, inclusive algumas relacionadas ao aborto e à ajuda alimentar, nos projetos de financiamento federal, aos quais os democratas têm se recusado a aceitar. A falta de um acordo desencadeará uma paralisação parcial do governo a partir de sábado.

Um segundo prazo para um grupo maior de agências federais que ficariam sem financiamento em 8 de março também se aproxima.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Schumer disse aos repórteres na terça-feira que os parlamentares tinham feito progressos nas negociações para financiar o governo, mas ainda não haviam finalizado nada.

"Não há razão para uma paralisação, não se ambos os lados em ambas as Casas cooperarem de forma bipartidária", disse a democrata Patty Murray, presidente do Comitê de Apropriações do Senado, na terça-feira.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

O impasse ocorre no momento em que a dívida pública norte-americana chega a 34,3 trilhões de dólares e está aumentando rapidamente. A agência de recomendação Moody's disse em setembro que uma paralisação do governo prejudicaria a recomendação de crédito do país.

Além dos projetos de lei de financiamento do governo, o Congresso busca aprovar uma proposta de financiamento de segurança nacional de 95 bilhões de dólares, incluindo nova ajuda para Ucrânia e Israel, na qual Biden tem insistido. O Senado aprovou a medida, mas ela tem sido bloqueada na Câmara.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247,apoie por Pix,inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Carregando os comentários...
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO