“Bolsonaro além de golpista é um grande covarde”, diz Pimenta

Ministro Paulo Pimenta acusa Jair Bolsonaro de liderar tentativa de golpe e se esquivar das responsabilidades

Ministro Paulo Pimenta e Jair Bolsonaro
Ministro Paulo Pimenta e Jair Bolsonaro (Foto: Fabio Rodrigues-Pozzebom/ Agência Brasil | REUTERS/Joe Skipper)


✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - O ministro da Secom, Paulo Pimenta, lançou duras críticas a Jair Bolsonaro após a divulgação de vídeos e fatos relacionados à reunião ministerial que teria arquitetado a tentativa de golpe em 8 de janeiro. Em sua conta no X (antigo Twiter), Pimenta chamou Bolsonaro de "golpista" e "covarde", acusando-o de liderar o encontro, exigir discursos golpistas de seus ministros, estimular mobilizações contra as urnas eletrônicas e mobilizar apoio financeiro para os acampados. 

O ministro lembrou que Bolsonaro teria fugido e se escondido nos Estados Unidos, sem assumir sua  liderança no golpe, deixando uma imagem de "covarde patético". Pimenta não poupou críticas. Em sua conta no X (antigo Twitter), afirmou  que a conduta de Bolsonaro envergonha não apenas o Exército e o Brasil, mas “até os seus apoiadores que acreditaram nas suas mentiras”.

continua após o anúncio

“Na realidade o que os vídeos e fatos divulgados demonstram é que Bolsonaro além de golpista é um grande covarde. Foi ele que comandou a reunião, que exigiu o discurso golpista de todos, que estimulou  as mobilizações contra as urnas eletrônicas, que mobilizou apoio financeiro para os acampados e depois fugiu. Se escondeu nos EUA e até hoje junto com a família não assume sua responsabilidade como o líder do golpe. É um covarde patético que envergonha o exército, o Brasil e até os seus apoiadores que acreditaram nas suas mentiras”.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247