Bolsonaro chega a fim de governo arrochando Saúde, Educação e Desenvolvimento regional

Áreas estratégicas para o desenvolvimento econômico e social do país concentram 65,6% dos bloqueios no orçamento promovidos por Bolsonaro e Guedes

Jair Bolsonaro e Paulo Guedes
Jair Bolsonaro e Paulo Guedes (Foto: Marcos Corrêa/PR | USP Imagens)


✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - Os ministérios do Desenvolvimento Regional, Saúde e Educação concentram 65,6% do total de R$ 15,4 bilhões bloqueados no orçamento de 2022, de acordo com detalhamento do Ministério da Economia divulgado na noite desta quarta-feira, informa O Globo.

As três pastas somam R$ 10,1 bilhões em valores congelados. A Economia anunciou um bloqueio adicional na última semana. 

continua após o anúncio

A pasta com mais valores bloqueados é o Desenvolvimento Regional, com R$ 3,9 bilhões. Esse ministério é responsável pela execução de obras de saneamento básico, iluminação pública e habitação popular.

O Ministério da Saúde está com R$ 3,8 bilhões bloqueados. Os recursos da pasta são usados para o financiamento da saúde pública, como um todo, incluindo a aquisição de vacinas. Já o Ministério da Educação tem R$ 2,4 bilhões bloqueados.  

continua após o anúncio

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

continua após o anúncio

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247