Centrão deve se opor a candidatos bolsonaristas em pelo menos 5 estados

Partidos como PL, Republicanos e Progressistas resistem em apoiar candidatos alinhados ao Planalto

www.brasil247.com - Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro (Foto: REUTERS/Adriano Machado)


247 - Segundo levantamento feito pelo Estadão, o Centrão deve se opor a candidatos bolsonaristas em ao menos cinco estados nas eleições deste ano. 

Em São Paulo, Pernambuco, Piauí, Ceará e Maranhão, líderes e parlamentares de partidos como PL, Progressistas e Republicanos, conhecidos por darem sustentação ao governo de Jair Bolsonaro, resistem a romper com adversários do Planalto e traçam saídas para manter espaços em círculos petistas ou do PSDB.

De acordo com o levantamento, Lula já tem palanques negociados em 18 dos 27 Estados. Bolsonaro, por sua vez, acertou até agora 14.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Para filiar Bolsonaro ao PL, em novembro, o ex-deputado Valdemar Costa Neto – no comando do partido – prometeu romper acordos regionais com o PT e com tucanos. Agora, tem sido pressionado a liberar os diretórios regionais na campanha ou ao menos permitir que o PL adote posição de neutralidade nas disputas para governador.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email