Desembargador que mandou soltar Milton Ribeiro é favorito ao STJ

Ney Bello tem histórico de decisões pró-governo

www.brasil247.com - Ney Bello e Milton Ribeiro
Ney Bello e Milton Ribeiro (Foto: Ascom/TRF-1 | Valter Campanato/Agência Brasil)


247 - Responsável pela decisão que colocou em liberdade o ex-ministro da Educação Milton Ribeiro, o desembargador do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) Ney Bello é favorito para assumir uma das vagas abertas no Superior Tribunal de Justiça (STJ). As informações são da coluna de Malu Gaspar, no Globo

Bello é um dos quatro desembargadores indicados pelo STJ para a escolha de Jair Bolsonaro, que é simpático a ele. Gilmar Mendes também seria um defensor da nomeação de Bello, a contraste do ministro Kassio Nunes Marques, do Supremo Tribunal Federal (STF).

>>> Desembargador Ney Bello manda soltar Milton Ribeiro

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ele também tem histórico de decisões alinhadas aos interesses do Palácio do Planalto. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"Em agosto de 2020, Ney Bello suspendeu uma apuração aberta pelo Ministério Público Federal (MPF) contra o ministro da Economia, Paulo Guedes. O caso diz respeito a supostas fraudes na atuação de fundos de investimentos geridos por uma empresa de Guedes que captaram recursos milionários de fundos de pensão de estatais", escreve a jornalista. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"Pouco depois, em outra vitória do governo, Ney Bello negou o afastamento de Ricardo Salles do Ministério do Meio Ambiente por entender que a medida seria excepcional, apesar das acusações contra o gestor envolvendo o desmonte de políticas ambientais".

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email