Dilma pede união de seu principal aliado: PMDB

Presidente se reuniu separadamente, nesta segunda-feira, com o vice-presidente da República, Michel Temer, e com o presidente do Senado, José Sarney, para pedir garantias de que as disputas internas do partido não irão afetar seus próximos dois anos de governo; legenda disputa a presidência da Câmara e do Senado entre correligionários

Dilma pede união de seu principal aliado: PMDB
Dilma pede união de seu principal aliado: PMDB (Foto: Wilson Dias/Agencia Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – A presidente Dilma Rousseff não quer saber de "picuinhas" atrapalhando sua próxima metade do mandato. Nesta segunda-feira, ela se reuniu às pressas, em separado, com o vice-presidente da República, Michel Temer, e com o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AL), para pedir garantias de que os conflitos internos do PMDB não irão prejudicar sua gestão.

O receio do Planalto é de que uma ala menos favorável ao governo assuma a presidência nacional do partido, durante convenção em março, e que isso traga prejuízos para 2014, sem apoio para a reeleição da petista. Os embates dos peemedebistas envolvem o Senado, onde é quase certa a vitória de Renan Calheiros (AL) para a presidência da Casa. Mesmo assim, dois outros membros do partido querem o cargo: Romero Jucá (RR) e Eunício Oliveira (CE).

Na Câmara o conflito é mais evidente. O líder Henrique Eduardo Alves (RN), favorito para o cargo de presidente e apoiado pelo PT, disputará as eleições com a correligionária e vice-presidente da Casa, deputada Rose de Freitas (ES). Também querem o cargo os deputados Eduardo Cunha (RJ) – que tem o apoio do prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes -, Sandro Mabel (GO) e Osmar Terra (RS).

Outro receio do governo Dilma é de que as denúncias disparadas recentemente contra Eduardo Alves sobre irregularidades em seu mandato estejam partindo de fogo amigo, ou seja, de membros do PMDB mais propensos à oposição. Apesar dos fatos, na reunião desta segunda, a presidente e seu vice confirmaram os nomes de Henrique Eduardo Alves e de Renan Calheiros para as presidências das duas casas do Congresso.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email