CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Poder

Dilma quer unir forças com Bachelet

Presidente pretende formar uma aliança simbólica com a recém-eleita chefe de Estado do Chile: além de terem lutado contra a ditadura, as gestões das duas se diferenciam dos governos à esquerda dos países vizinhos e têm pela frente os mesmos desafios econômicos e de transformações sociais

Imagem Thumbnail
Dilma recebe a diretora-executiva da ONU Mulheres, Michelle Bachelet, às 10h, no Palácio do Planalto. Na ocasião, ela vai entregar oficialmente à presidenta a versão em português do relatório Um piso de proteção social para uma globalização equitativa e i (Foto: Roberta Namour)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 – A presidente Dilma Rousseff pretende estreitar os laços com o Chile, que elegeu novamente Michelle Bachelet. Ela propôs que a reunião da Unasul sobre a Venezuela aconteça em Santiago, no momento de sua posse.

Além disso, vai convida-la para visitar o Brasil. A intenção, segundo Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo é formar uma aliança simbólica.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

As duas, que lutaram contra a ditadura, têm estilo político diferente de outras nações à esquerda do continente (Venezuela e Argentina, entre outros) e à direita (Colômbia, entre outros); enfrentam também os mesmos desafios econômicos e das transformações sociais.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO