Em reunião com Lula, Lira diz que "jogo está zerado" nas relações entre Legislativo e Executivo

Presidente Lula e o presidente da Câmara se reuniram nesta sexta-feira buscando promover uma reconciliação e renovar a relação entre o Executivo e o Legislativo

Lula  e Lira
Lula e Lira (Foto: REUTERS/Adriano Machado)


✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), realizaram um encontro nesta sexta-feira (9), no Palácio do Alvorada, buscando promover uma reconciliação e renovar a relação entre o Executivo e o Legislativo. Segundo a Coluna do Estadão, do jornal O Estado de S. Paulo, a conversa entre Lula e Lira resultou em uma promessa mútua para pacificar os ânimos. “A interlocutores, o deputado disse que o resultado da conversa no Palácio do Alvorada vai além de um armistício e que garantiu ao petista: ‘o jogo está zerado’”.

No encontro, também ficou acertado que os dois líderes irão intensificar os contatos, telefônicos e presenciais, após Lira romper com o ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha. Durante o café da manhã, o diálogo teve dois focos. Lula quis saber por que o presidente da Câmara elevou o tom contra o governo no discurso de abertura do ano Legislativo. Lira, por sua vez, apresentou uma série de queixas, destacando que durante o ano de 2023, diversas matérias acordadas com a articulação política do governo sofreram vetos presidenciais, caracterizando um descumprimento de acordos.

continua após o anúncio

O presidente da Câmara mencionou exemplos, incluindo o veto de R$ 5,6 bilhões nas emendas de comissões e questões relacionadas à pauta econômica, como o arcabouço fiscal, bets, Carf, Desenrola, entre outros. Lula, segundo a reportagem, afirmou não ter conhecimento detalhado de todos os vetos.

Lira explicou que elevou o tom do discurso como uma forma de iniciar um diálogo e ressaltar que cumpriu com as solicitações do presidente, incluindo declarações de apoio, aprovação da PEC da transição, presença em Brasília nos eventos de 8 de janeiro de 2023, e aprovação da intervenção na segurança do Distrito Federal, além da pauta prioritária da economia. Entretanto, na visão do presidente da Câmara, o governo não teria cumprido suas promessas.

continua após o anúncio

Durante a conversa, Lula expressou a intenção de manter um diálogo mais constante e instruiu Lira a continuar as tratativas com o ministro da Casa Civil, Rui Costa, uma vez que as relações entre o presidente da Câmara e o ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, permanecem rompidas.

“Após deixar o Alvorada, Lira embarcou para Alagoas. Já o presidente Lula deu continuidade à ‘D.R.’ da relação do Planalto com a Câmara e chamou seus ministros palacianos e o líder do governo, deputado José Guimarães (PT-CE), para alinhar a relação com Lira, a Câmara e o Centrão”, finaliza a reportagem. 

continua após o anúncio

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247