Mourão agora nega golpe: "Forças Armadas estão quietas"

Após nota que remete a golpe, o vice-presidente, general Hamilton Mourão, disse que "nas últimas semanas o tema papel das Forças Armadas surgiu no noticiário, tratado de forma até certo ponto preconceituosa e com os olhos postos em um passado que não volta mais"

Vice-Presidente da República, Hamilton Mourão
Vice-Presidente da República, Hamilton Mourão (Foto: Bruno Batista/ VPR)


✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - Após divulgação de nota assinada por Jair Bolsonaro, pelo vice-presidente, Hamilton Mourão e pelo ministro da Defesa, Fernando Azevedo, afirmando que as Forças Armadas não cumprem "ordens absurdas" e que estão subordinadas ao presidente da República, Mourão negou à Folha de S. Paulo neste sábado (13) que os militares planejam um golpe no Brasil.

Ele disse as Forças Armadas estão quietas e que os fardados não dão opiniões políticas, ainda que o governo Bolsonaro esteja repleto de militares. "Não existem militares fardados dando declarações políticas e participando de manifestações, ou seja as Forças Armadas se mantêm firmemente disciplinadas​", falou.

continua após o anúncio

Mourão defendeu que o Exército brasileiro cumpre seu papel constitucional. "Nas últimas semanas o tema papel das Forças Armadas surgiu no noticiário, tratado de forma até certo ponto preconceituosa e com os olhos postos em um passado que não volta mais. As Forças Armadas estão quietas, cumprindo sua missão constitucional e neste exato momento temos gente defendendo a integridade do território e do patrimônio nacional nas fronteiras isoladas e na Operação Verde Brasil 2".

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247