Após reunião com Fux, Bolsonaro confirma André Mendonça e diz que STF terá orações antes das sessões

Jair Bolsonaro cometeu mais um crime, ao negar o estado laico, previsto na constituição brasileira, e tentou emparedar o STF com seu fundamentalismo. “Ele é extremamente evangélico, ele é pastor evangélico”, descreveu Bolsonaro sobre o atual AGU

André Mendonça e Jair Bolsonaro
André Mendonça e Jair Bolsonaro (Foto: ABr)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - Jair Bolsonaro anunciou que o Palácio do Planalto irá indicar oficialmente na noite desta segunda-feira (12) o nome de André Mendonça, atual Advogado-Geral da União, para a vaga de Marco Aurélio Mello - que acaba de se aposentar - no Supremo Tribunal Federal.

A informação foi divulgada em conversa com jornalistas após reunião com o presidente do Supremo Tribunal Federal, Luiz Fux. Ele definiu Mendonça, ex-ministro da Justiça, como “extremamente evangélico” e negou que isso seja uma violação ao estado laico, como está previsto na Constituição. 

O nome de André Mendonça agora precisa passar pelo crivo dos senadores. “Existe, sim uma grande possibilidade de ser aceito”, prevê Bolsonaro, que disse que o aliado está fazendo a costumeira “peregrinação” para pedir apoio aos parlamentares. “Cada dia que passa ele ganha mais adeptos”.

PUBLICIDADE

Bolsonaro também disse que pediu ao indicado que ao menos uma vez por semana comece a sessão “com uma oração”. “Eu tenho certeza que os demais dez ministros do Supremo, caso ele seja aprovado no Senado, não vão se opor a isso. Muito pelo contrário. Vão estar com a alma muito mais leve para começar os seus julgamentos”.

Questionado se isso não seria uma violação do estado laico, previsto na Constituição Brasileira, Bolsonaro reagiu: “O que é Estado laico, meu Deus? Tinha que ser ateu para ser presidente da República?”. “Estado laico é nós não impedirmos outras religiões em prol de uma só”, acrescentou.

PUBLICIDADE

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email