Bolsonaro convoca Guedes, Alcolumbre e Maia para 'selar compromisso' por teto de gastos

Reunião será no Palácio do Planalto às 18h e terá também as presenças de lideranças partidárias para selarem um compromisso com o teto de gastos, um dia depois de dois pedidos de demissão na equipe de Paulo Guedes

Onyx, Bolsonaro, Maia, Alcolumbre e Guedes
Onyx, Bolsonaro, Maia, Alcolumbre e Guedes (Foto: L. MACEDO / CÂMARA)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Jair Bolsonaro convocou uma reunião no Palácio do Planalto com o ministro da Economia, Paulo Guedes, os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), além de líderes partidários, para falar sobre o teto de gastos.

Segundo o site O Antagonista, o encontro marcado para 18h tem como propósito selar um compromisso com o respeito ao teto de gastos. “A ideia é discutir a aprovação de uma PEC que reúna as propostas de cortes de despesas previstas no Pacto Federativo com a realocação de pelo menos R$ 30 bilhões em recursos para o Renda Brasil e o ‘novo PAC’”, informa o site.

O encontro é convocado por Bolsonaro um dia depois de a equipe de Paulo Guedes sofrer uma debandada, com dois pedidos de demissão, de Salim Mattar (Desestatização) e Paulo Uebel (Desburocratização). 

Após as baixas, Guedes foi à TV na noite desta terça-feira (11) e afirmou que as saídas tinham relação com o não andamento da reforma administrativa e das privatizações, numa espécie de pressão contra o presidente, que como lembrou Guedes, era quem tomava as decisões.

Na entrevista à imprensa sobre as demissões, Guedes disse ainda que aliados têm tentado influenciar Jair Bolsonaro a “furar” o teto de gastos, um caminho que poderia levar o presidente ao impeachment.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247