Bolsonaro e Pazuello culpam falta de estrutura e de tratamento precoce por colapso em Manaus

Em live, Jair Bolsonaro e Eduardo Pazuello minimizaram o drama de pacientes com Covid-19 que estão morrendo asfixiados pela falta de oxigênio em Manaus. Pazuello disse que o que ocorre em Manaus também é culpa do "clima chuvoso"

Eduardo Pazuello e Jair Bolsonaro
Eduardo Pazuello e Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução)


✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - Jair Bolsonaro e o ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, em live nas redes sociais, nesta quinta-feira, 14, culparam a falta de estrutura e de um tratamento precoce pelo colapso do sistema de saúde em Manaus, capital do Amazonas, onde está faltando oxigênio nos hospitais para cuidar dos pacientes infectados pela Covid-19.

O ministro buscou tirar a culpa do governo federal pelo caos que tomou conta do estado. Ele afirmou que a falta de oxigênio não ocorreu pela interrupção da entrega, mas pela diminuição da oferta dos cilindros contendo a substância.

continua após o anúncio

Segundo Pazuello, o que ocorre em Manaus também é culpa do clima chuvoso que vive a região amazônica.

Em relação ao tratamento precoce, durante a live, ele e Bolsonaro destacaram que a tática de ficar em casa e só ir ver o médico depois do agravamento da doença é errada, pois aumenta o número de pessoas intubadas. Segundo Bolsonaro, essa tática serviu para a "festa" na "pressa para comprar respirador". 

continua após o anúncio

Por isso, aproveitaram para fazer propaganda da hidroxicloroquina e outros remédios que não têm eficácia comprovada para tratar a Covid-19. 

"Manaus não teve a efetiva ação no tratamento precoce no atendimento básico, e isso impactou muito a gravidade da doença", afirmou o ministro da Saúde.

continua após o anúncio

Pazuello ainda falou sobre a "dificuldades de chegarem os meios naquela cidade", onde basicamente as coisas devem chegar por via marítima ou aérea. Segundo ele, o governo está mandando aviões e balsas para entregar os cilindros de oxigênio à cidade, mas a responsabilidade das ações é da Prefeitura e do Governo do estado.

 Inscreva-se na TV 247, seja membro, e compartilhe:

continua após o anúncio

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247