CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Nordeste

“Governo não pagará contas ilegais de transporte indígena”

Governador Flávio Dino afirmou que não cederá a pressões que estão sendo criadas por empresários para que o Executivo pague dívidas milionárias com suspeita de irregularidades e que foram contraídas na gestão passada nos anos de 2013 e 2014 para transporte escolar indígena; "Conforme já esclarecemos, o Governo do Maranhão não pode pagar e não pagará contas ilegais de suposto transporte indígena de 2013 e 2014", afirmou pelo Twitter. "A 'mobilização' feita em São Luís é coordenada por um empresário desse suposto transporte indígena de 2013 e 2014, cujas provas inexistem"

Imagem Thumbnail
Governador Flávio Dino afirmou que não cederá a pressões que estão sendo criadas por empresários para que o Executivo pague dívidas milionárias com suspeita de irregularidades e que foram contraídas na gestão passada nos anos de 2013 e 2014 para transporte escolar indígena; "Conforme já esclarecemos, o Governo do Maranhão não pode pagar e não pagará contas ilegais de suposto transporte indígena de 2013 e 2014", afirmou pelo Twitter. "A 'mobilização' feita em São Luís é coordenada por um empresário desse suposto transporte indígena de 2013 e 2014, cujas provas inexistem" (Foto: Leonardo Lucena)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Blog do John Cutrim - O governador Flávio Dino deixou bem claro que não cederá a pressões que estão sendo criadas por empresários para que o Governo do Maranhão pague dívidas milionárias com suspeita de irregularidades e que foram contraídas na gestão passada nos anos de 2013 e 2014 para transporte escolar indígena.

"Conforme já esclarecemos, o Governo do Maranhão não pode pagar e não pagará contas ilegais de suposto transporte indígena de 2013 e 2014", afirmou pelo Twitter. "A 'mobilização' feita em São Luís é coordenada por um empresário desse suposto transporte indígena de 2013 e 2014, cujas provas inexistem", declarou em outro post.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

O mais absurdo da dívida que está sendo empurrada é que ela foi contraída na gestão passada e não existe qualquer comprovação da existência do débito que é milionário, supostamente R$ 50 milhões. Além disso, embora a dívida tenha sido feita na gestão da ex-governadora Roseana Sarney, apenas agora os empresários resolveram cobrar.

Desde janeiro a gestão estadual tem dado provas irrestritas do compromisso em combater a corrupção e pagar as dívidas deixadas pela gestão passada. Exemplo disso é que o Governo já iniciou o pagamento de parcelas pendentes de convênios celebrados em 2014 para o transporte escolar indígena, que foram analisados e o pagamento teve parecer favorável da Procuradoria Geral do Estado.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO