Senador bolsonarista vira alvo da PF em inquérito sobre desvios de emendas

Investigadores analisaram trocas de mensagem via WhatsApp com o objetivo de aprofundar as apurações. Um dos alvos da PF é o senador Roberto Rocha (PTB-MA)

Senador Roberto Rocha
Senador Roberto Rocha (Foto: Divulgação)


✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), incluiu o senador Roberto Rocha (PTB-MA) entre os investigados por suspeita de envolvimento no desvio de verbas parlamentares no Maranhão. Investigadores analisaram trocas de mensagem via WhatsApp com o objetivo de aprofundar as apurações. Nos diálogos, um suspeito enviou tabelas e anotações com valores, nomes de pessoas e de cidades maranhenses. Um dos nomes que apareceram no material foi o de Roberto Rocha. As informações foram publicadas pelo jornal Folha de S.Paulo.

Uma das imagens é uma tabela identificada como "Roberto Rocha". Foram três colunas (data, cidade e valor). Apareceram digitados os nomes "Magla", "Bela Vista" e "Milagre do MA" ao lado de valores que somam R$ 980 mil e uma única data (4/11/2019). 

continua após o anúncio

Também apareceu a foto de um papel com "Rocha" na parte superior, seguido dos valores "R$ 32.000,00", ao lado de "Milagre", e "R$ 55.000,00", relacionado a "Barreirinhas". São anotações manuscritas. A PF suspeita se tratar de um acerto de contas do grupo.

A PF encaminhou as informações à 1ª Vara Federal do Maranhão, que remeteu o caso ao Supremo por envolver autoridades com foro.

continua após o anúncio

O senador disse não ter conhecimento da investigação e tampouco foi procurado pela PF, segundo nota de sua assessoria. "Até porque a PF deve ter feito a investigação e constatado que o senador Roberto Rocha não tem nenhum envolvimento com o fato investigado", afirmou.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

continua após o anúncio

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247