Benedita da Silva: a esquerda precisa saber ouvir os evangélicos

Deputada federal candidata a prefeita do Rio de Janeiro pelo PT, Benedita da Silva avalia que a intolerância sempre partiu dos dois pontos da relação - esquerda e evangélicos - e que por isso, a direita conseguiu arrastar consigo os religiosos. Assista na TV 247

Benedita da Silva
Benedita da Silva (Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A deputada federal e candidata a prefeita do Rio de Janeiro pelo PT, Benedita da Silva, falou à TV 247 sobre a relação entre os partidos de esquerda e os evangélicos, além do cenário das eleições, fake news e a situação calamitosa dos serviços públicos no Rio de Janeiro. Ela, como seguidora do evangelho e de esquerda, afirmou que a  intolerância sempre partiu dos dois pontos desta relação. Por isso, a direita conseguiu arrastar consigo os religiosos.

“Existe uma intolerância dos partidos de esquerda em relação às igrejas e uma intolerância das igrejas com os partidos de esquerda. Então ficou um de um lado e ou outro de outro. Chegou a direita e foi minando os espaços e foi passando sua mensagem, de mensagem evangelística para uma mensagem política, e uma política da qual os membros de sua igreja passam a acreditar pela fé de que o messias que a gente está esperando voltar, é aquele que o pastor escolheu para ser seu candidato”. 

Benedita deixou claro que esta prática de uso da fé alheia para ganho político faz parte da “igreja institucional” e que, neste âmbito, ela luta pelo partido. Para ela, o PT expressa e defende os valores de um evangélico. “Então isso é a igreja institucional, essa não é a igreja de Cristo, essa é a igreja institucional, eu trabalho com a igreja institucional. Sabe por onde? Pelo partido. O partido matando a fome, tirando os miseráveis da miséria, defendendo o direito dos trabalhadores, defendendo o direito dos trabalhadores, defendendo o direito das mulheres, combatendo a homofobia, combatendo toda e qualquer tipo de discriminação, fazendo um patriotismo que está faltando, tudo isso acompanha o que eu penso, o que eu tenho de fé no evangelho, porque o evangelho disse que nós faríamos coisas maiores do que Cristo fez. Eu tenho um partido que tem um projeto que não vai contra o princípio da minha fé, é assim que eu irei tratar na cidade do Rio de Janeiro, o Estado é laico, e como tal ele deve ser”.

Inscreva-se na TV 247 e assista à fala de Benedita da Silva: 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247