PGR suspeita que Lava Jato fez investigação ‘camuflada’ sobre Maia e Alcolumbre

Uma denúncia de 2019 da força tarefa da Lava Jato se refere aos presidentes da Câmara e do Senado aparecem como “Rodrigo Felinto” e “David Samuel”

Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre
Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre (Foto: Pedro França/Agência Senado)


✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - A Procuradoria Geral da República (PGR) está procurando possíveis inconsistências e erros em denúncias apresentadas pela força-tarefa da Lava Jato. 

Entre as informações que chamaram a atenção do PGR, Augusto Aras, é uma denúncia de 2019, que se refere aos presidentes da Câmara e do Senado aparecem como “Rodrigo Felinto” e “David Samuel”. Os nomes completos são: Rodrigo Felinto Ibarra Epitácio Maia e David Samuel Alcolumbre Tobelem.

continua após o anúncio

Segundo reportagem do site Poder 360, a avaliação é que essa “camuflagem” dos nomes de Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre seria uma técnica para os procuradores de Curitiba investigarem autoridades sem se submeterem aos foros adequados.

"A PGR em Brasília encontrou vários casos semelhantes. Haveria até nomes incompletos de ministros do STF, que podem ter tido seus sigilos quebrados de maneira irregular. Até agora, não há provas de que de fato os nomes camuflados em denúncias possam ter sido todos investigados. É isso que a PGR em Brasília agora tenta descobrir", diz o veículo. 

continua após o anúncio

A força-tarefa divulgou uma nota em que repudia qualquer ilegalidade nas investigações. "Diante da matéria intitulada 'PGR vê investigação ‘camuflada’ da força-tarefa sobre Maia e Alcolumbre', publicada hoje no site Poder 360, os procuradores da República integrantes da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba repudiam com veemência a acusação falsa e sem base na realidade de que a força-tarefa investiga pessoas com foro privilegiado e a alimentação da imprensa com notícias falsas sobre o seu trabalho, o que tem sido feito com o nítido propósito de desmontar o trabalho das forças-tarefas de combate à corrupção", diz a Lava Jato. 

Leia aqui a nota na íntegra

continua após o anúncio

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247